Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

• My Life As Myself •

The creator of this blog is currently trying to be a proper adult. Here, they try to figure out life through photography, writing, music and the occasional existential crisis. Enjoy.

• My Life As Myself •

The creator of this blog is currently trying to be a proper adult. Here, they try to figure out life through photography, writing, music and the occasional existential crisis. Enjoy.

Os pássaros também nunca quiseram saber de ninguém

Vou gastar a minha voz até perder o fôlego, e depois grito o que tiver de gritar. Não sei se às vezes ofendo os outros com os meus devaneios; na verdade tento não me aborrecer. Como é suposto viver a única vida que tenho?

Começaste a afastar-me dos meus propósitos olhando-me com um ar reprovador. A culpa será minha por tentar ser leal?

Bem podemos girar, de mãos dadas, à volta da nossa inocência que agora arde eternamente – mas que piada tem isso? Bem sei que preferes agarrar-te àquele teu copo rachado cheio de partículas de pó mal lavadas. Digo-te apenas que esses químicos depravados vão-te afogar um dia destes.

Oh, mas quem presta atenção às palavras trocadas de um gaguejador? Tu nem me tentaste acompanhar à viola quando te pedi. Estávamos no meio do oceano ártico. Ou talvez fosse o antártico... Sabes que não sou de confiar com estas coisas.

E o verão apareceu de qualquer maneira! Só mesmo tu para me desacreditares... Aposto que estás a tapar os teus ouvidos e os de um idiota qualquer, neste momento, para bloqueares a minha reverberação. Vais continuar a achar-me tão desagradável quanto os meus discursos habituais.

Amiga-da-onça, como eu te adoro.

 

Love & Other Stuff,
TheBassGirl-182