Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

• My Life As Myself •

The creator of this blog is currently trying to be a proper adult. Here, they try to figure out life through photography, writing, music and the occasional existential crisis. Enjoy.

• My Life As Myself •

The creator of this blog is currently trying to be a proper adult. Here, they try to figure out life through photography, writing, music and the occasional existential crisis. Enjoy.

O sem paciência

O Festival da Canção acabou já há umas semanas mas o seu vencedor ainda dá que falar.

 

Conan Osíris, o alter ego de Tiago Miranda, tornou-se uma figura bastante controversa. Seja pelo seu estilo de música irreverente ou pela sua roupa incomum, o público continua a ter opiniões bastante fortes sobre o artista.

 

Noto que com toda a gente com quem falo sobre ele, as opiniões são ou positivas ou negativas - não há meios termos. Já ouvi quem dissesse que adora a originalidade da música e a sua mensagem repleta de metáforas; que é disto que estamos a precisar em Portugal. Mas por outro lado também encontrei pessoas que acham a música horrível e sem sentido algum, e criticam bastante o outfit do artista - especialmente a sua máscara e os acessórios que ele e o seu dançarino João Reis Moreira usam nas mãos. O último foi criticado pela sua coreografia maioritariamente improvisada que mistura vários estilos de dança.

 

Ouvi até alguém mais velho dizer que esta geração estava perdida - sim, por causa de uma música num concurso! Enfim.

 

Acho que gostemos ou não da música temos de aceitar e, principalmente, respeitar pois cada um tem os seus gostos e não vale a pena andar a insultar as pessoas só porque não apreciamos o que faz.

 

Eu pessoalmente adorei. Confesso que a primeira vez que ouvi achei a canção bastante estranha, mas depois à segunda e terceira vez comecei a entrar no espírito e a analizar a performance e agora não quero outra coisa! É algo tão distinto e diferente que se torna intrigante. Aquela mistura de afro-house com fado, música cigana e os instrumentais que soam a música tradicional balcânica; a influência da ball culture... Nem sei bem explicar mas o que é certo é que tenho andado a ouvir toda a discografia do Conan nestes últimos dias.

 

Apaixonei-me completamente e desejo-lhe a ele e ao João toda a sorte do mundo. São muito talentosos e parecem ser pessoas simples e super humildes, pelo que tenho visto nas suas entrevistas. Mesmo que não ganhem a Eurovisão, já ganharam bastante popularidade - passar de um ato underground para mainstream não é fácil e acho que merecem todo o sucesso que vierem a ter. 

 

Deixo abaixo algumas das minhas músicas preferidas que me têm andado a dar inspiração.

 

clipart699965.png

1 comment

comment:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.